04
abr

 

canalpreve

O primeiro passo é remover a polpa que já está em processo de deterioração ou necrosada (sem vida). Para isso, o dentista aplica uma anestesia local e com a broca faz uma abertura na coroa do dente até o tecido pulpar, para então removê-lo. São tiradas radiografias do dente lesionado para que que o profissional remova apenas o tecido afetado, sem atingir a gengiva e outras partes do dente.

Após toda a remoção da polpa, que é feita com uma lima, o dentista inicia o processo de limpeza dos canais, que são desinfetados totalmente para receber o material restaurador. Coloca-se um biomaterial para preencher internamente os canais limpos e por último fecha-se a abertura do dente.

A coroa pode ser fechada com resina ou porcelana, dependendo do que restou de dente saudável. Ambos restauram completamente o dente, devolvendo a função e estética do mesmo. Após o tratamento o paciente perde a sensibilidade deste dente pois é justamente na polpa que ficam todos os nervos. Com o passar dos anos ele pode ficar mais escurecido do que os outros que ainda têm vitalidade.

Dependendo do número de canais e do grau da infecção, o canal pode ser tratado em uma ou mais consultas, sem dor, e com mais conforto. Na Prevedello Odontologia o tratamento de canal é feito por um especialista da área que utiliza técnicas atuais e eficazes.